sexta-feira, janeiro 23

Sarilhos

O Cardeal Patriarca de Lisboa, D. José Policarpo surpreendeu o auditório do Casino da Figueira da Foz ao advertir as jovens portuguesas para o "monte de sarilhos" de se casarem com muçulmanos.

Ora bem o Sr. lá tera as suas razões, mas eu diria que os sarilhos não hão-de ter a ver só com os maridos Muçulmanos, os Católicos , Apostólicos e Romanos também devem ter dias de fugir ...

O Sr., a meu ver, até foi simpático e paternal, vejamos:

"Cautela com os amores. Pensem duas vezes em casar com um muçulmano, pensem muito seriamente, é meter-se num monte de sarilhos que nem Alá sabe onde é que acabam."

Caso para dizer, minhas queridas nem virando o rabinho para Meca os sarilhos tem fim!!!

O Sr. Cardeal continuou:
“Se eu sei que uma jovem europeia de formação cristã, a primeira vez que vai para o país deles é sujeita ao regime das mulheres muçulmanas, imagine-se lá”
Exacto!
Imagine-se lá ... eu nem cá nem lá nem pelo caminho, não quero nem imaginar! Deixam de ter vontade propria, nem vontade nem vontadinha nenhuma!

No entanto, e não parecendo que o Sr. desatou a dizer isto sem qualquer respeito, em determinado registo, alertou para a necessidade de existir "respeito e conhecimento" sobre a religião muçulmana enquanto "primeira atitude fundamental" para o diálogo.

Pois claro, faz parte de qualquer relação seja ela qual for, o dialogo ... ainda que as vezes seja conversa “de surdos”!

"Nós somos muito ignorantes, queremos dialogar com muçulmanos e não gastámos uma hora da nossa vida a perceber o que é que eles são. Quem é que em Portugal já leu o Alcorão?", inquiriu.

Pois ... ler o Alcorão!?!?! Todo, todo não, mas já tentei ler excertos ... não percebi nada, mas tentei!!! Toda forma é coisa para doer, ler aquilo tudo ... não??

Ainda em jeito de conclusão o Sr. D. José Policarpo sublinhou que a atitude a praticar na relação com Muçulmanos é ser tudo, menos ingénuo/a!

Eh Pá vão lá enganar Alá, a mim é que não, que estes olhinhos que a terra há-de comer já viram muita malta a rebentar carros com bombas e a fazer muita coisinha ir pelos ares!!!

3 comentários:

PKB disse...

Eu acho que por vezes é preciso pôr o dedo em determinadas feridas. Hoje em dia não se pode tocar em determinados temas, que as pessoas são logo taxadas de preconceituosas e xenófobas. No entanto, penso que há coisas que têm de ser ditas. O Cardeal Patriarca de Lisboa não disse para não haver casamentos mistos nem "demonizou" os homens muçulmanos. Mas lá que, actualmente, o Islão está na sua fase mais extremista de sempre e as mulheres são muito mal tratadas, isso é um facto que não podemos tapar com a peneira da tolerância e todo esse blá blá blá.
Desculpem lá, mas eu sinceramente - e não sendo praticante da religião católica ou outra qualquer - estou de acordo em que é preciso ter cuidado.

Marta disse...

Metem-se com gajos que usam panos da loiça na carola, é o que dá! :D

Gata2000 disse...

Pois eu já acho que o problema não está na religião, mas na formação. Ou seja, há homens e mulheres com má formação, mau caractér, mau intimo em todas as religiões, sejam brancos, pretos, amarelos ou rosas às bolinhas azuis - que os devem existir. Desses é que é preciso fugir!!