segunda-feira, novembro 3

até ERA boazinha... então não ERA...

Tenho um gosto muito especial por fotografia, particularmente por fotojornalismo e retratos, gosto de andar a espiolhar tudo o que é sites de fotografia, e hoje dei com uma foto que me levou a um episódio de infância...
... a minha Tia Maria tinha uma filha adoptada, a filha adoptada era pretinha, a menina de seu nome Maria, teve um dia um azar, teve o azar que eu ter posto na cabeça que aquele cabelo muito tipico dela não era do meu agrado, lembro-me como se fosse hoje, lembro-me o que tinha vestido, lembro-me o que ela tinha vestido .... "Maria, hoje vou pentear-te o cabelo" ... e sem esperar sequer resposta, pego num pente e cravo-lhe um puxão ... lembro-me que os berros eram mais que muitos, lembro-me que só desisti com a chegada da minha tia que me mandou um ralhete, lembro-me que achei injusto, lembro-me das gargalhadas da minha irmã Sofia (sempre foste terrivelzinha) ... resta lembrar-me se a Andreia agarrava na Maria ou se ria tanto ou mais que a Sofia ... ou ambas...





Foto de Hugo Delgado
Olhares

7 comentários:

Vitor disse...

MAs afinal conseguiste fazer o penteado, ou isso foi apenas uma desculpa para a impotência?

Cristiana disse...

"Mas afinal conseguiste?!?!?!?"

Vitor,
Sob pena de a carissima Eduarda conseguir a bem, ou a mal ou até a muito mal, essa pergunta nunca se faz à pessoa dela!
Claro que consegui, em hipotese alguma não conseguia!

Ok, teve de ir buscar os cardadores de lã, mas os meios justificam os fins ... quase sempre!

v. disse...

O que não quer significar necessariamente sucesso!

LionMaster disse...

Bem... eu não me meto com vocês de certeza... irra que são ruinzinhas...
:) Mas relembrar momentos unicos na nossa vida não tem preço... é fantastico!
Obrigado por partilharem :)
Bjitos ás Blogueiras mais ruins do bairro!

Eduarda disse...

A todos,

Não caraçinhas.. não consegui fazer nada, o pente não passava, aqueles cabelos necessitam de ferramentas especificas que não passam por pentes ... tentem voçes e pasmem-se!!

Eduarda disse...

Mas depois acho que levou nas fuças mais tarde (que horror)... não tenho a certeza ... mas até acho que levou...

Margarida disse...

Num registo parecido, também eu fui vítima da minha irmã e acabei com o cabelo todo rapadinho na cabeleireira. Não havia corte que se pudesse fazer...como eu compreendo a Maria...