sexta-feira, junho 13

Se te apanho...


Não sei quem é o fulaninho que está por trás da página do Google mas parece que fica à espreita cada vez que damos um errozinho ortográfico... e lá vem ele com um arzinho de mete nojo ... "Ahhh veja lá minha estúpida: Será que quis dizer: andy warhol " ...

... mas se apanho este tipo á frente nem sei que lhe faço!!!!

8 comentários:

Major Alvega disse...

Apenas um .. pequeníssimo apontamento ... coisa mínima ...
insignificância microscópica ...


Aconselho o Estado Maior a decidir efectivamente o que realmente quer fazer ao tipo do Google ...

Porque, se ele lhe aparece à frente e a encontra nessa indecisão táctica ...

Certamente dirá:

Será que quer fazer: O QUÊ?


Pronto! Pronto! também nao precisa de se lançar nesse pranto !!! Umas temporadazinhas de xadrez e a coisa afina.

Credo! Afinal ... são apenas quinze minutos de Cama

Ou ...

Será que quis dizer : Fama ??



Boa Caça!

M.A.

Eduarda disse...

Este major anda desfocado:

Homem, SEEENNNTIDO!!

1º: Mesmo que possa parecer aqui NUNCA há lugar a indecisões.

2º: Lançar-me num pranto por apontamentos?? Nem por desapontamentos quanto mais!!

3º: E ninguem precisa de 15 minutos de fama quando já se tem as 24horas do dia

4ª: Caça?? palavra que não existe no meu dicionário.

Major, destroçar e volver a caserna onde ficará 1 semana!

Cristiana disse...

ehhhhhhhh lá!

Major Alvega disse...

Prezado Estado Maior,

Recentemente chegado de mais uma missão, fui procurar no meu Baú de Metáforas, aquelas que empreguei no comentário a este "post" ... não fosse ás vezes, sem querer, incorrido no erro de ser menos regulamentar.

Assim, procurei na letra E ... de Estado Maior ... e efectivamente concluí que: tenho definitivamente de abandonar as Metáforas, e prestar urgentemente o esclarecimento que me obriga tamanho equívoco.

Portanto, e ainda que no seio de mentes menos ... er ... esclarecidas, um esclarecimento possa subentender uma assumpção de erro, no que eu discordo plenamente, aqui fica pois uma explicação ... não uma retractação.

1 - As indecisões são como o medo! Todos as temos, só que uns deixam--se dominar por elas e outros não.

E o facto de afirmar ..."se apanho este tipo à frente não sei o que lhe faço" ... é portanto uma indecisão, mas pronto, vamos classificá-la antes como ... Alternativa.

Assim, podemos então dizer que, o Estado Maior NUNCA experimenta indecisões, apenas ... Alternativas.
(veja lá, depois, não confunda com as Alternativas Tauromáquicas ... ok?)

2 - O pranto! Ora, o pranto representou neste caso, uma interjeição meramente jocosa ... que é como quem diz: Não vale a pena! ou Eles são feios e tú és Bonito! ou Deixa lá ... não faças beicinho!

Enfim, uma espécie de água na fervura, porque ninguém mais do que eu é avesso a caguinchisses (reservado o direito de autor à inquilina x) tanto mais que a Vida não é um molho de bróculos, que quanto mais rega lhe dão, mais viçoso fica.

3 - Os 15 minutos de fama.

Pois, nada mais do que uma alusão directa e simples a uma das frases que caracterizaram Andy Warhol: "um dia, todos terão direito a 15 minutos de fama" ... como vinha a propósito ... pensei inclusivé fazer o trocadilho de Fama e Cama para fazer funcionar o "Spider-Bot" do Google, que tanto irritou V. Exa. Marechalíssima.

De qualquer forma tem toda a razão, quem precisa de 15 minutos de Fama quando beneficia de protagonismo durante 24 horas por dia?

Aliás, basta arranjar um espelho de 2X1 m e pronto ... audiência garantida, mais que não seja a nossa própria.

4 - A Caça!

Partilho inteiramente a opinião da minha Marechal (minha porque é como se diz na tropa, longe de mim a ideia de a raptar ... ou reter indevidamente contra a sua vontade), no que toca a Caça, já que, preferindo indubitávelmente caçar os bifes no Talho, em Alternativa (sem Touros ou indecisões :) )só mesmo se for Caça com armadilha, tal e qual costumava fazer nos meus tempos de Escuteiro.

Definitivamente não se caçava em quantidade - é certo, mas escolhia-se o que se caçava e, principalmente o que se comia.

... sempre fui um rapazinho muito selectivo e entrei cedo na chamada idade da águia, a qual, concerteza já ouviu falar, em que se escolhe aquilo que se vai comer ...

E daí o modo de despedida: Boa Caça! que é como quem diz: Boa Sorte, Diverte-te, Vai com Deus, Vai pela Sombra e até mesmo ... Beijinhos.

Mas como dirigir beijinhos ao Estado Maior é altamente irregular e a Alternativa (mesmo que decidida) seria enviar: òsculos afectuosos depositados na delicada e alva cútis da mão de V. Exa. ...

... convenhamos que no dia seguinte ou me promoviam a Coronel ou rebaixavam a Capitão, e para Capitão já temos o Roby.

Ora então, nestes entretantos e limpinho que está o Baú das Metáforas, resta me apenas congratular a minha Marechal, pela perspicácia na escolha da época em que me ordenou recolher à caserna e por lá permanecer durante uma semana.

Pois que, sendo do conhecimento em toda a instituição Militar, que enquanto o sol abrasar, este Major não vai marchar, (com ou sem ordem do Estado Maior) será com imenso gosto que anuirei ao seu pedido .. er ... perdão .. Ordem permanecendo "in situ", não apenas uma semana mas sim "plus Longtemps" ...


Ah! é verdade! o comentário ao Tratamento anti-cliché, já não tem metáforas.



Directamente da Caserna


M.A.


P.S. - Mas ... jocosamente ou não ... admita lá ... Fez Beicinho?? não fez??

;-)

Eduarda disse...

ta doido o Major...nem uma expressaozinha de qualquer tipo de infelicidade..nada

Eduarda disse...

Alias...se quer saber olhei de lado para as suas palavras com ar de desdém...como que a dizer "olhem-me este, não tem noçao da conjuntura nao"

Major Alvega disse...

Cara Marechal ... esteve lá perto!

Mas efectivamente eu não estou ... eu sou doido mas ao contrário da maioria dos doidos varridos que por aí abundam, eu sou mais requintado, e por conseguinte, sou doido Encerado.

Deste modo, expressões de infelicidade são apanágio dos sãos, porque os loucos (como eu) deslizam entre as infelicidades da vida, como os Euros entre os dedos.

Além do mais, estou de férias ... e a Caserna é um Oásis.

Mas está bem ... posso sempre ensaiar um Beicinho ... não será tão harmonioso e elegante como alguns que se podem admirar por aí mas ... é o que se arranja

:-D

Major Alvega - Conjunturalmente na Caserna disse...

Ó Marechalíssima ...

Perdão, Sua Excelência,

No que me diz respeito, um olhar do Estado Maior, vale mais que mil palavras ...

Nem precisava de justificar o seu desdém ... porque desde o momento em que olhou, já é o bastante para me sentir .. gratificado!

Er ... desculpe a observação, mas ... quatro minutos a olhar ... não é um olhar de desdém é um olhar de convém ...

... mas pronto! pronto! Major Alvega regressa à Conjuntura ... perdão! Á Caserna.

Ai! Está-se cá mesmo bem.


Continências e Améns

J.E.C e Alvega
(Major)